Free Happy Woman Enjoying Nature. Beauty Girl Outdoor. Freedom c

4 razões pelas quais você não está manifestando a vida que sempre sonhou

  força de vontade

1. Falta de Vontade – ausência de uma vontade forte e engenhosa, um “porquê”.

 

 

 

Vou te dar um exemplo:
Imagine uma tábua de metal de 15 metros de comprimento no chão e
falo que darei 100 reais para você atravessar de um lado para o outro..
Você faria? Sim.

Agora coloco a mesma tábua em cima de dois prédios de 10 andares.
Você atravessaria? Não.
Por quê? É perigosa a altura, você pode cair. Você está focado nos obstáculos.

Agora se eu falar que no outro lado está seu filho de 2 anos e o prédio está pegando fogo. As chamas estão aproximando dele e se você não atravessar ele morrerá.
Agora faria? Claro.
Por quê? É a mesma altura, o mesmo perigo. A primeira vez você respondeu de jeito nenhum.
A segunda vez você iria sem dúvida, independente do dinheiro.

A diferença é o PORQUÊ.
A razão pela qual você faria. A razão pela qual fazer era diferente.
Se o seu “porquê” não é bastante forte e motivador, qualquer obstáculo te impedirá. Você tem que achar o seu “porquê” em tudo que quer realizar! Você nem viu os obstáculos.

Se for somente pelo dinheiro, se tornar rico, ser famoso, isso não é o bastante. Se o seu porquê for bastante forte e motivador, maior que você, então superará qualquer desafio.

Defina o seu porquê e você terá a força de vontade!

medo2. Medos – medo de responsabilidade, de perder a individualidade, de impotência, de ser uma vítima, de poder, mal uso de poder, bagunçar a sua vida, de solidão, sentir-se inadequado, ser rejeitado, de estar no caminho errado, etc. Até medo do sucesso!

 

O medo muitas vezes nem é real. É apenas um pensamento que nosso ego cria para nos proteger de um perigo em potencial. Estamos treinados e programados com repetição para fazer perguntas mal elaboradas. Muitas vezes falamos: E se não der certo? Não vou mudar para um novo emprego, porque pode ser pior.

Mas podemos nos perguntar: E se der certo? E se eu mudar de emprego e for melhor? A mente vai procurar respostas baseadas nas perguntas que fazemos.

Eu não acredito em ficar analisando os porquês de áreas problemáticas da mente. Muitas vezes, é impossível descobrir quais são as causas reais dos padrões negativos, e mesmo que soubesse, o conhecimento delas não necessariamente poderia mudá-las.

Exemplo:
Se hoje eu tenho medo do escuro. Descobrindo que fui trancado num armário escuro quando era criança não mudaria o fato que ainda tenho medo do escuro. Acredito que se algo está incomodando você, basta começar a partir de onde você está e tomar as medidas necessárias para mudar isso.

Comece se fazendo melhores perguntas:
Qual um significado maior que posso tirar dessa situação?
Qual a lição que me empodera que posso aprender aqui?

Aqui é um ditado da Marianne Williamson que eu gosto:

Nosso maior medo não é o de sermos incapazes.
Nosso maior medo é descobrir que somos muito mais poderosos do que pensamos.
É nossa luz, e não nossas trevas, aquilo que mais nos assusta.
Vivemos nos perguntando: quem sou eu, que me julgo tão insignificante, para aceitar o desafio de ser brilhante, sedutora, talentosa, fabulosa?
Na verdade, por que não?
Procurar ser medíocre não vai ajudar em nada o mundo, ou os nossos filhos.
Não existe nenhum mérito em diminuir nossos talentos, apenas para que os outros não se sintam inseguros ao nosso lado.
Nascemos para manifestar a glória de Deus – que está em todos, e não apenas em alguns eleitos. Quando tentamos mostrar esta glória, inconscientemente damos permissão para que nossos amigos possam também manifestá-la.
Quanto mais livres formos, mais livres tornamos aqueles que nos cercam.
Marianne Williamson

mulher pensando3. Desculpas ( Justificativas, “sim, mas”) se convencendo não fazer algo. De uma maneira ou outra, quando você analisa uma situação, você diminui sua experiência.

Exemplos:
a. Você pensa: “É arriscado”: é uma tendência de escolher o caminho mais seguro, essas desculpas são barreiras mentais que te dão uma saída. Na hora de tentar algo novo, desconhecido, ou talvez algo que te põe no caminho de ser mais forte e independente – você inventa uma desculpa e evita o risco.

b. Será difícil
c. Vai demorar
d. Eu não mereço
e. É muito caro
f. Coloque sua desculpa aqui…………

Nós nascemos com um ego. O propósito dele era de nos proteger de potenciais perigos. Um sistema de sobrevivência para preservar este corpo físico.

Nos tempos antigos, quando vinha uma onça, ele nos alertava do perigo e poderíamos fugir ou lutar. Só que, com o passar do tempo, ele foi nos protegendo de todos os riscos, físicos e emocionais, cada vez mais e mais.

Uma vez você foi magoado por alguém, depois desse evento o seu ego negativo te dá um alerta quando ele interpreta que uma situação ou pessoa semelhante possivelmente possa ser um perigo. Mas, uma vez você foi magoado, não quer dizer que sempre será. Então acabamos nos protegendo de todas as situações, da nossa vida, nos protege das possíveis oportunidades..

Fiquem atentos para que ele não sabote os seus sucessos.

Não estamos aqui para sobreviver, mas para viver!

mulher cerveja4. Distrações – de fontes externas ou internas.

A única maneira de lidar com elas é entrar em contato com o seu propósito e se perguntar quais sãos as suas prioridades. Reduzir as distrações na sua vida.
Distrações não te levaram à uma vida de significado.Não te trazem o que está buscando.

Precisamos viver uma vida com maior significado do que “estou trabalhando até chegar o fim de semana ou para tirar férias uma vez por ano, aí vou curtir” ou “estou sobrevivendo”. Não é surpresa que muitos usam drogas, álcool, e televisão para se distrair da dor. E mesmo assim não é bastante para se distrair e se realizar. Porque distração não vai trazer alegria. Não vai te trazer o que está buscando. Drogas e álcool não vão mudar a sua vida para melhor, para pior sim.

Eles te machucam e trazem dor. Qualquer coisa que não te expande e te permite compartilhar mais amor e alegria com outros de uma forma natural, que enriquece sua mente, corpo, emoções e espírito é provavelmente algo que você não precisa. O ser humano precisa crescer para se sentir vivo. Você está aqui com um propósito, não há erros. Estamos aqui para “errar” , ou aprender. Não fazer tudo “certo”. Temos que eliminar as distrações.

a. Dê uma olhada ao seu redor.. Quantas distrações tem em volta de você? Está tudo organizado para você ser produtivo e atingir seus objetivos? Ou está cheio de armadilhas demandando sua atenção?

b. Quantas horas por dia você está no Facebook ou assistindo TV? Imagine somente 30 min por dia x 30 dias= 15 horas de distrações ou 2 dias inteiros de trabalho.

c. Tem alguns relacionamentos que não são significativos para você e só sugam a sua energia? Relacionamentos que você não quer investir, nutrir e se aprofundar mais. Avalie e veja se você precisa redefinir a quantidade de tempo que passa com eles.

d. Tente reduzir o tempo que assiste TV ou surfa na internet sem motivo. Uma hora por dia é 30 horas por mês. São quase 4 dias inteiros no mês que você poderia passear com as crianças, seu parceiro, amigos, família, ir para o teatro, explorar sua cidade, trilhas…Tem muito mais que acrescenta valor e significado à sua vida do que distrações.

Claro que precisamos nos distrair de vez em quando, apenas seja consciente, e faça o ajuste necessário. Está em suas mãos!

Para entender mais sobre seu ego negativo eu recomendo os seguintes cursos:

Empower Thyself  – Primeira Iniciação

knighting 600

 

 

Inscreva-se aqui e receba nossos conteúdos exclusivos!

 

 

 

 

 

Kabbalah Universal

kabbalah2

 

 

 

Eric Thompson