guide

Mesmo que eles não tenham um corpo físico, os nossos Guias Espirituais são de fato reais. Eles estão aqui para nos ajudar sempre que precisamos. Eles agem em nosso maior e melhor interesse e estão aqui, em última análise, para ajudar a guiar o nosso desenvolvimento espiritual. Eles podem se comunicar com nós de muitas maneiras diferentes, através de sinais e mensagens ou através de sincronicidades ou coincidências de eventos que acontecem em nossas vidas.

Se estamos conscientes de sua presença ou não, nossos Guias estão sempre lá, prontos para nos ajudar e se comunicar conosco, sempre que estamos prontos para ouvir e receber sua ajuda. Como, muitas vezes, experimentamos um pouco de “amnésia espiritual” como seres físicos, os nossos guias estão aqui para nos ajudar a preencher essa lacuna. Para lembrar-nos do nosso verdadeiro propósito de vida e também nos fornecer orientação sobre como podemos o realizar.

 Muitas vezes, há mais de um Guia para nos ajudar. Alguns têm estado conosco desde o nascimento (se lembra do seu amigo imaginário quando era criança?). Outros vão intervir para ajudar-nos com certas situações ou para atingir determinados objetivos. Eles podem aparecer para nós em forma humana, com um gênero e um nome, ou podem apresentar-se como um animal (comum em tradições xamânicas) ou simplesmente como uma presença de luz.

Independentemente da forma em que aparecem para nós, nossos Guias Espirituais têm sempre o maior e melhor interesse no coração. Isso é de fato uma das principais maneiras de dizer que seu guia é, de fato, o Guia. Se o que eles dizem ou mostram a você, em essência, o faz se sentir bem e traz resultados positivos para a sua vida, então é certamente o seu Guia. Um Guia nunca iria falar com você de forma negativa, fazer você se sentir mal sobre si mesmo, ou direcioná-lo a fazer qualquer coisa que traria repercussões negativas para si mesmo ou aos outros. O que, na maioria das vezes, é o nosso ego negativo em um jogo que, por sinal, você pode optar por não participar ou melhor ainda, dizer a ele para andar.

whitehawkGuias Espirituais podem ver o que está acontecendo em nossas vidas, e quando é a hora para eles para intervirem, existem várias maneiras que podem fazer isso. Nossos guias podem enviar mensagens, ou podem ser a voz interior que ouvimos a nos dar uma palavra-chave, direção ou conselho. Podemos simplesmente ter um sentimento intuitivo. Nossos guias também podem apresentar-se com sinais, sincronicidades ou repetindo os símbolos para chamar a nossa atenção. Eles podem enviar pessoas para a nossa vida, alguém do passado ou completamente novo, que aparecem apenas no momento certo. Seja qual for o método, quando coincidências aparecem em nossas vidas, na maioria das vezes, de fato, são os nosso Guias em jogo.

Embora possamos ser mais conscientes dos nossos guias em situações ou pontos de decisão específicas, é possível ter uma relação direta e dialogar com eles em nossas vidas diárias também. Algumas das maneiras mais eficazes de se conectar com os nossos guias incluem:

Ouvir a nossa intuição ou sentidos internos: há muitas vezes o empurrão intuitivo do nosso Guia por trás do sentimento.

Preste atenção ao sinal ou sinais: eles tendem a chamar a nossa atenção diversas vezes com as mesmas placas de sinalização.

Conectar com eles no estado de sonho: isto será mais fácil quanto mais você tiver praticado sonho lúcido ou viagem astral.

Medite: uma das maneiras mais diretas e eficazes para se conectar com o seu Guia é através da meditação. De lá você pode aprender seu nome, a melhor forma de se comunicar com eles e os sinais para prestar atenção em sua vida diária.

Interessado em aprender mais? Confira nossa Meditação ao Santuário, onde você irá aprender em primeira mão como se conectar com seu Eu Superior e seu Guia Espiritual.

Fonte: www.iamacademy.ca (texto traduzido)