Por Jakzam Kaiser

O reconhecimento de que somos seres divinos – que todos temos uma centelha divina – é uma experiência avassaladora.

Nos vermos como deuses – ou lembrar quem realmente somos – significa reconhecer que todos a nossa volta também são deuses – e isso inclui desde os pedófilos e os homens-bomba até os zumbis na cracolândia.

É perturbador pensar que seu chefe autoritário e o pedinte da esquina têm a mesma essência divina que você.

Ninguém vale menos do que você.

Ninguém vale mais do que você.

No final dos dias, voltaremos a nos tornar um e nos transformaremos na Consciência Una que saberá sobre tudo porque experimentou, através de cada um de nós, tudo que havia.

Cada um de nós saberá o que os outros fizeram – todas as sensações e emoções e sentimentos e sofrimentos e alegrias serão uma só memória.

A expressão “Deus está vendo”, desta maneira, adquire sua real dimensão e significado: você se tornará este Ser Divino e Uno e saberá os segredos mais profundos de todos; e os outros saberão sobre os seus. E quando isso acontecer, não haverá mais julgamento, nada terá a importância que nós achamos que têm neste instante de nossa existência.

Nos libertaremos de nossos limites, nos tornaremos nós também um Deus Criador e sairemos pelo infinito – e além – criando novos universos.

Você é um ser espiritual eterno. Você sempre esteve aqui. Você assistiu à criação.

Reconhecer-se como este ser eterno que nunca nasceu, e por isso mesmo também não pode morrer, dá uma liberdade e uma paz imensa.

NAMASTÊ!

www.modernmysteryschoolint.com